RESULTADOS

2ª Corrida Rústica do Mineiro

Data: 23/04/2006

Percurso: 10 km

Local: Taubaté - SP

Telefone: (12) 8125-5109

Classificação Geral Masculina
Classificação Geral Feminina

VEJA COM FOI

Aconteceu em Taubaté no último domingo (23), a 2ª Corrida Rústica do Mineiro. (Prova que homenageia o finado atleta Antônio Manoel Dias, atleta talentoso, amigo e eternizado na lembrança dos atletas da região). Confira as fotos do evento:
Mais de 250 atletas participaram do evento, dentre eles, grandes nomes do atletismo nacional e internacional, como Emerson Iser Bem e Luiz Antônio dos Santos.
Com o tempo quente e abafado, foi dada a largada as 9:14h em ponto. Os atletas percorreram a distância exata de 10km, formada por 4km de asfalto e, 6km de terra batida contendo uma pequena trilha e uma forte subida curta, de aproximadamente 100m, o que caracterizou bem a denominação “Rústica”.
O público infantil também marcou presença, a largada da prova infantil aconteceu exatamente 3 minutos após a largada da prova principal. Para incentivar a criançada, a Organização da prova premiou a categoria infantil até a quinta colocação masculina e feminina.
Para a 3a. Corrida, a Organização dividirá mais a categoria (11-12anos e 13-14anos), e também cobrará apenas 50% do valor cobrado para a inscrição na prova principal.
Pelo segundo ano consecutivo, Iser Bem (Equipe São Paulo Futebol Clube/Pindamonhangada) prestou grande apoio aos Organizadores da Corrida na realização do evento. E não parou por aí, participou e concluiu a prova como vice-campeão, com o tempo de 32min e 15s.
Alex Januário (Equipe Papa-léguas) foi o grande campeão, abriu distância e garantiu uma chegada segura, concluindo a prova com o tempo de 31min e 32s.
Na prova feminina, a atleta Roselaine de Sousa Silva (Equipe SECER) chegou comemorando a classificação, sendo a vice-campeã com o tempo de 39min e 59s.
Com o primeiro lugar e o título de bi-campeã da prova, ficou a atleta Sílvia Helena de Siqueira (FADENP - São José dos Campos), com o tempo de 38min e 26s.
Depois de um “10 com cara de 15”, como relatou a atleta Natália Lazarini (Equipe Tremembé), a maioria dos atletas chegaram vibrando, felizes com suas classificações ou simplesmente felizes por terem superado mais um desafio.