RESULTADOS

12ª Maratona de Revezamento

Data: 26/09/2004

Percurso: 42 km

Local: São Paulo - SP

Telefone: 0800-115060

Classificação - 8 Atletas
Classificação - 4 Atletas
Classificação - 2 Atletas

VEJA COM FOI

Com a participação de mais de 30 mil corredores, que estabeleceram novo recorde de participantes numa prova de rua na América Latina, a 12ª edição da Maratona Pão de Açúcar de Revezamento foi uma verdadeira festa do atletismo brasileiro e da campanha por uma melhor qualidade de vida. Cerca de 60 mil pessoas estiveram na manhã deste domingo na Cidade Universitária, na USP, e muitas delas puderam ver de perto a vitória da equipe Pão de Açúcar/Clube de Atletismo BM&F, formada por oito atletas, que completou os 42,2 quilômetros do percurso em 2h05min35seg. O Cruzeiro ficou em segundo lugar, com 2h06min38seg, seguido da equipe Adauto Domingues/Nike, com 2h09min00seg.

Mesmo sem fazer parte da equipe campeã, o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima (Pão de Açúcar / BM&F / Nike) foi a grande estrela da competição. Medalha de bronze na maratona da Olimpíada de Atenas, quando foi derrubado por uma manifestante irlandês, Vanderlei viveu novos momentos de celebridade. Deu centenas de autógrafos e acabou tirando fotos até com outros grandes atletas do país, numa reverência explícita à façanha do corredor paranaense nos Jogos das Grécia.

Vanderlei integrou a Equipe 1, ao lado do empresário Abílio Diniz, presidente do Conselho de Administração do Grupo Pão de Açúcar; João Paulo Diniz, presidente do Comitê de Marketing do Grupo; Caio Mattar, diretor do Grupo; dos triatletas Juraci Moreira, Leandro Macedo e Paulo Miyasiro, e do fundista Hudson Souza, ganhador de duas medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, em 2003.

“Foi muito legal essa minha primeira prova após a Olimpíada. Recebi muita motivação por parte das pessoas e isso é muito gratificante. Nunca fui tão aplaudido em uma prova como hoje. Estou praticamente parado e, mesmo correndo apenas 5 km, senti algumas dores musculares. Mas isso é normal”, disse o corredor de 35 anos. “Já estou pensando em retomar os treinamento porque ainda tenho muito para caminhar dentro do atletismo.”

Vanderlei garante ser o mesmo atleta de antes da Olimpíada de Atenas. “Quem me conhece sabe que continuo sendo o mesmo. Não é esse tipo de assédio que me fará ser diferente”, comentou o atleta, que tem noção de suas novas responsabilidades. “Sei que as cobranças serão maiores ainda a partir de agora e eu quero ser um atleta melhor do que era.”

Para isso, Vanderlei retoma os treinamentos com intensidade a partir do dia 1º de outubro. Ele pretende voltar para Paipa, na Colômbia, onde fez a preparação para a Olimpíada. “É um lugar tranqüilo, a 2.550 metros de atitude, que ajuda bastante. A gente sofre na primeira semana, mas depois ganha ritmo e o treinamento rende”, comentou o atleta, que ainda não definiu a sua próxima competição.

Prova difícil - Vanderlei comemorou bastante a vitória da equipe Pão de Açúcar/BM&F, da qual também faz parte. A equipe teve Hudson Souza, Marilson Gomes dos Santos, Celso Ficagna, Fábio Oliveira, Delmir dos Santos, Vinícius Lopes, Gilson Vieira da Silva e João Augusto Stingelin, que correu os últimos 5.275 metros do percurso.

“Foi uma prova muito difícil por causa do calor e também pela qualidade da equipe do Cruzeiro, que brigou pela liderança desde o começo. Conseguimos a vitória também porque o Marilson fez a diferença. Todos os atletas foram importantes, mas ele foi fundamental”, disse Stingelin, de 19 anos, que disputou a Maratona de Revezamento pela primeira vez. Ele é especialista em 5 e 10 mil metros e este ano venceu os Campeonatos Paulista, Brasileiro e Sul-Americano da categoria sub-23. Foi ainda campeão brasileiro juvenil e integrou a seleção brasileira no Mundial Juvenil. “A prova é atraente também porque possibilita correr na mesma equipe de meus adversários. Muitos atletas que tenho aquela rivalidade sadia durante o ano são meus companheiros de equipe na Maratona de Revezamento.”

Marilson Gomes, campeão da São Silvestre de 2003, também comemorou a vitória. “Correr cinco quilômetros é fácil. Ainda mais no meu caso que estou treinando para participar da Maratona de Chicago. Mas a equipe manteve um ritmo forte desde o início”, analisou.

No Cruzeiro, Lindomar Modesto de Oliveira, o Pantanal, comemorou bastante o segundo lugar. “A prova foi complicada por causa do forte calor e do número grande de participantes. Mesmo com batedor, havia momento que você tinha de desviar de outros corredores. Por isso, a segunda colocação é importante”, lembrou.

Na categoria feminina, a vitória foi da equipe Symap/Reebok, formada por oito corredoras. Ela completou o percurso em 2h36min05, com o último trecho sendo corrido por Debora Ferraz, há pouco mais de um mês na OnG criada em memória do ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Sylvio de Magalhães Padilha. “O nosso objetivo era mesmo a vitória e por isso ninguém se preocupou com o tempo. Todas procuramos fazer o melhor e garantir o primeiro lugar”, comentou.

O calor foi, na verdade, o maior adversário dos mais de 30 mil participantes. Tanto assim, que alguns corredores precisaram de atendimento médico. Um deles foi o veterano Domingos Castro, da equipe portuguesa Gêmeos Castro, que não agüentou as temperaturas superiores a 30 graus C e precisou ser levado para a enfermaria.

Um dos destaques da cerimônia de premiação, realizada num palco montado em frente à raia olímpica, foi o guitarrista Andreas Kisser, do Sepultura. Ele tocou o hino nacional para o delírio das pessoas que assistiam. “É uma honra participar de uma festa como a Maratona Pão de Açúcar de Revezamento. Eu e o pianista Ranato Zanuto fizemos este solo do hino nacional pela primeira vez no desfile de 7 de setembro, em Brasília, e acho que agradamos”, afirmou o roqueiro.

A prova contou com o exame antidoping. Nove atletas - sete homens e duas mulheres - foram sorteados e passaram pelo controle, feito por médicos do Comitê Olímpico Brasileiro.

Classificação geral

Octetos masculinos

1º) Equipe Pão de Açúcar / BM&F (Hudson de Souza, Marilson Gomes, Celso Ficagna, Fábio de Oliveira, João Augusto Stingelin, Delmir dos Santos, Vinícius Lopes e Gilson Vieira da Silva): 2h05min35seg
2º) Cruzeiro (Emerson Iser Bem, Genilson Junio da Silva, Israel dos Anjos, Lindomar Modesto de Oliveira, o Pantanal, Paulo Vitor Lunkes, Rômulo Wagner da Silva, Valdenor Pereira dos Santos e William Gomes Amorim) : 2h06min38seg
3º) Adauto Domingues / Nike (Wellington Correa Fraga, Gilson Rodrigues de Miranda, Everton Luduvice de Morais, Luís Carlos Fernandes, Alexsandro Matos de Oliveira, Ivanildo de Oliveira Jr., Domingos Nonato da Silva e Valdenor Pereira dos Santos): 2h09min

Quartetos masculinos

1º) Find Yourself / Segasp (Leandro Prates Oliveira, Amilton Souza Oliveira, Naval Figueredo Assis Freitas e Orlando Dias de Lima): 2h16min43seg
2º) Ironman Assessoria Esportiva (Francisco Antônio de Souza, Mohamed, Carlos Moreira dos Santos e Leandro dos Santos Oliveira): 2h18min48seg
3º) M Calçados Hum (Damião Maciel da Silva, João Pires Lins, Fernando Ananias da Silva e Edmilson Chaves Ribeiro): 2h21min21seg

Duplas masculinas

1º) Pão de Açúcar / BM&F (Adriano Bastos e Elias Rodrigues Bastos): 2h20min05seg
2º) GranoLevis (Edmílson Pires Sousa e Sidnei Oliveira Rocha): 2h22min05seg
3º) Meta - Centro Médico Esportivo (Luiz Antônio dos Santos e Caetano Joaquim dos Santos): 2h22min30seg

Octetos femininos

1º) Symap / Reebok (Ana Cláudia de Souza, Célia Regina dos Santos, Débora Ferraz, Ana Paula de Almeida, Maria Lúcia Alves Moraes, Fabiane Cristine da Silva, Nadir Sabino e Zenaide Vieira): 2h36min05seg
2º) Painel Musical / Guia de Motéis (Elizabeth Esteves de Souza, Karina Aparecida Salla, Josana Lucia Tobias, Célia Regina Santos, Conceição Maria Carvalho, Maria Lucia Alves Viana, Roserene Ferreira Moraes e Andrelea do Carmo de Souza): 2h40min25seg
3º) Equipe Nike (Maris dos Remédios, Erica da Silva Camargo, Rosangela Raimunda Faria, Andrelea do Carmo de Souza, Ana Claudia de Souza, Adriana Sutil, Maria Lucia Alves Viana e Elizabeth Ferreira Cruz): 2h47min55seg

Quartetos femininos

1º) Esporte Clube Pinheiros (Eliana Reinert, Maria das Graças Silva Moreira, Ednalva Laureano e Rosângela Raimunda Pereira): 2h43min29seg
2º) New Balance (Elisabeth Estevão de Souza, Alice Cordeiro Matos, Marlene Moreira da Silva e Conceição Maria Carvalho): 2h43min50seg
3º) Marcorrer / Ameplan (Walquiria Milaine Martins, Dilma Geralda Esteves Souza, Andrea Keila Galvão Lemes e Valquíria Fernandes Santana): 2h57min11seg

Duplas femininas

1º) Projeto Mulher (Cristina de Carvalho e Maria das Graças): 2h55min56seg
2º) Embracon (Valéria Prieto e Valkíria Sanches Prieto): 2h56min06seg
3º) Find Yourself / Segasp (Flávia Eloiza da Silva e Rosângela Figueredo Silva): 2h58min38seg

Confira abaixo as fotos do evento :

Às 9:00 horas a multidão aguardava anciosamente a largada.
A largada aconteceu às 9:12 sob uma temperatura de aproximadamente 30 graus.
Muita expectativa nos pontos de revezamento.
João Augusto Stingelin cruza a linha de chegada em primeiro lugar.
Débora Ferraz foi a primeira a concluir a maratona.
Os integrantes do Fórum Runner Brasil formaram várias equipes e também participaram do evento.
Abaixo vemos o pódio com os campeões da categoria masculina e feminina.