RESULTADOS

2ª Corrida Pela Vida

Data: 23/06/2002

Percurso: 10 km

Local: Brasília - DF

Masculino
Feminino

VEJA COM FOI

No domingo passado, Clodoaldo Gomes da Silva já havia beliscado um primeiro lugar. Na Corrida do Carteiro, vencida por outro brasiliense, Marilson Gomes dos Santos, ele ficou em segundo lugar. Porém, na bem organizada Corrida pela Vida, ontem, foi a vez desse fundista, saído da infindável safra de bons corredores da Ceilândia, voltar ao topo do pódio, depois de sua última vitória aqui, na Corrida de Reis de 1999.

Aos 25 anos, Clodoaldo ainda detém o recorde sul-americano juvenil dos 5.000m, e os seus últimos resultados aquecem a disputa do ranking nacional das provas de longas distâncias, onde já despontam excelentes corredores, liderados por Valdenor Pereira dos Santos.

Atleta da equipe Sylvio Magalhães Padilha (SYMP) ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Clodoaldo mora em Santo André (SP), onde treina orientado pelo técnico Adauto Domingues. ‘‘Dou graças a Deus por esta vitória, que dedico à memória de meu pai, Raimundo, morto em setembro do ano passado’’, disse, emocionado, o campeão da Corrida pela Vida, depois de cumprir os 10Km de prova em30min12s. O percurso foi no Eixão Norte, com largada e chegada em frente ao prédio da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

Emoções à parte, Clodoaldo lastima não poder correr por Brasília. ‘‘Na minha equipe tenho o que preciso, nada me falta. Mas aqui, na minha cidade, nunca recebi uma proposta que me permitisse ficar perto de minha família’’, lamentou, a exemplo de tantos outros atletas que hoje vestem a camisa de clubes de outros estados.

Na prova de ontem, Adalberto Garcia, de São José do Rio Preto (SP), foi o segundo colocado. ‘‘Gosto de correr aqui, apesar da baixa umidade’’, disse Adalberto, que uma semana atrás havia terminado a Corrida do Carteiro em terceiro lugar.

O brasiliense Arnaldo Sales de Sá (Cordef), com 31min03s, ficou em terceiro lugar. ‘‘Virei os cinco quilômetros em primeiro lugar, mas quando chegou no quilômetro oito o Clodoaldo avançou, sem chances para mais ninguém’’, explicou Arnaldo.

No feminino, a vitória foi da favorita Selma Cândido dos Reis, goiana que mora no Rio de Janeiro há dois anos. ‘‘Acho que vou me mudar para Brasília’’, disse ela, referindo-se aos bons resultados que conquista na cidade. Selma (segunda na Corrida do Carteiro) marcou 34min25s e foi seguida da brasiliense Luciene de Deus (35min41s), atualmente morando em Petrópolis (RJ).

A exemplo das últimas corridas na cidade, a melhor brasiliense na prova de ontem foi Luciene de Jesus (Corplan). Com 35min57s, ela terminou em quinto lugar.

A prova, promovida pela Secretaria Nacional Antidrogas, foi organizada pela Associação Brasiliense de Corredores (ABC). O francês Laurent Migaire foi uma das principais ausências, pois se recupera de uma lesão no joelho. Já a academia Água Vida, do Guará, entrou na pista com uma equipe de 30 corredores.

Fonte : Correio Braziliense - Foto : Antonio Siqueira