RESULTADOS

6ª Meia Maratona da Praia Grande

Data: 30/08/2009

Percurso: 21 km

Local: Praia Grande - SP

Telefone: (13) 2102-7081 / (13) 2102-7136

Site: www.triesportes.com.br

21 Km - Classificação Geral Masculina
21 Km - Classificação Geral Feminina
10 Km - Classificação Geral Masculina
10 Km - Classificação Geral Feminina

VEJA COM FOI


Numa chegada emocionante, de mãos dadas, os gêmeos Paulo Roberto e Luis Fernando Almeida Paula fizeram “dobradinha” na 6ª Meia Maratona A Tribuna Praia Grande, neste domingo (dia 30). Eles cruzaram a linha de chegada, após 21.097 metros, em 1h04min41s. Entre as mulheres, a veterana Nadir Sabino fez uma prova de superação, agüentando uma dor na panturrilha que quase a fez parar ainda no km 14, para ser a campeã, com 1h18min01s, apenas cinco segundos à frente da revelação Michele Cristina das Chagas.

Num dia de sol e sem vento contra, o evento reuniu 3.100 atletas, dois terços na disputa principal de 21.097 metros, e também na corrida de 10 km e na caminhada esportiva de 5 km. O percurso, com a segunda metade realizada na orla marítima, foi o grande atrativo e também incentivo aos participantes.

“A prova foi maravilhosa, muita gente assistindo a prova e prestigiando, muito mais do que nos outros anos. Um dia perfeito, com sol. São Pedro ajudou a gente mais uma vez e a Cidade e Praia Grande é fantástica para este tipo de evento”, disse o diretor presidente de A Tribuna, Marcos Clemente Santini, que também é corredor e completou os 21 km.

“É uma corrida especial, só com quatro curvas duas longas retas. Sem dúvida, é a Meia Maratona mais rápida do Brasil. O evento já está confirmado para 2010 e agora vamos avaliar o que podemos aperfeiçoar ainda mais e pensar em novidades para a próxima edição”, acrescentou Santini.

Na disputa masculina, um grupo forte, com oito atletas, iniciou a briga pela vitória. Entre eles, estavam dois ex-campeões, Geovane de Jesus Santos (2005) e Marcos Alexandre Elias (2007), além do queniano Kipkemei Mutai, correndo para homenagear o irmão, Chemwolo Kiprono Mutai, campeão de 2008 e que morreu este ano num acidente de carro no Quênia.

O pelotão correu junto até o km 14, quando os ponteiros começaram a abrir vantagem. Os gêmeos tiveram como grande rival o experiente Elias Rodrigues Bastos e fizeram uma estratégia para garantirem a vitória. “O tempo todo o meu irmão vinha na frente e no km 18 eu ataquei e no 20 vi que estava com boa vantagem e decidi esperar o meu irmão para chegar de mão dada e fazer a festa para o público que veio nos assistir”, relatou o campeão.

O percurso foi elogiado pelos dois. “Sensacional. Fiquei focado o tempo todo no meu tempo. Se todas as cidades tivessem um trajeto desses, seria maravilhoso”, afirmou Paulo Roberto, que tem como melhor resultado o vice na Volta da Pampulha em 2007. Para Luis Fernando, o importante foi a vitória da família. “É sempre um ajudando o outro. Onde está um, está o outro”, brincou.

Com a vitória, Paulo Roberto embolsou R$ 4,5 mil, o seu irmão levou R$ 3,5 mil, enquanto que Elias Rodrigues Bastos, o terceiro colocado, embolsou R$ 3 mil. Marcos Alexandre Elias foi o quarto colocado, seguido do queniano Mutai e de Geovane de Jesus Santos, o melhor da região. No total, a prova distribuiu R$ 43,4 mil aos 10 melhores do masculino e feminino.

Entre as mulheres, Nadir, terceira colocada no ano passado, teve uma vitória tripla. Garantiu o primeiro lugar, superou fortes dores na panturrilha que por pouco não a fizeram abandonar a disputa e, além de tudo, mostrou aos ex-patrocinadores que ainda tem muito a correr.

“Vim de um problema psicológico, nem consegui treinar direito, porque fui cortada da equipe, com a alegação de que vou fazer 40 anos, mas consegui vencer”, disse a vencedora, que correu ao lado de Michele Chagas, sua companheira de treinos, até o km 14. Nesse momento a vencedora sentiu dores na perna e diminuiu o ritmo, mas sem perder o contato.

Após o km 20, quando os primeiros colocados “encostaram” (largaram 10 minutos depois), ela foi atrás e alcançou Michele faltando 500 metros. “Ela não reagiu e fui para a vitória”, vibrou a atleta, chegando à frente de Michele por apenas cinco segundos.

“Mais do que nunca essa vitória veio na hora certa, para mostrar que 40 anos não é para ficar em casa, não é para desistir. Sei que um dia vou parar, mas a hora não é essa”, comentou Nadir, que este ano venceu a sua primeira maratona, em Trieste, na Itália. “E agora tem essa vitória para a minha história. Para mostrar que não estou velha e que ainda vou continuar subindo em muitos pódios”, desabafou.

Ilda Alves dos Santos chegou em terceiro e também festejou o resultado, porque correu boa parte da prova sentindo dores no pé. “O tênis estava apertando na ponta e não conseguia pisar direito. Estava muito bem, poderia chegar junto, mas valeu”, falou. Quem também comemorou muito foi Maria dos Remédios Castro, a melhor atleta da região, em quarto lugar.

RESULTADOS OFICIAIS

MASCULINO
1) Paulo Roberto Almeida Paula - 1h04min41s
2) Luis Fernando Almeida Paula - 1h04min41s
3) Elias Rodrigues Bastos - 1h05min05s
4) Marcos Alexandre Elias - 1h05min21s
5) Kipkemei Mutai - 1h05min37s

FEMININO
1) Nadir Sabino de Siqueira - 1h18min01s
2) Michele Cristina das Chagas - 1h18min06s
3) Ilda Alves dos Santos - 1h19min02s
4) Maria dos Remédios Castro - 1h19min50s
5) Roselaine de Souza Silva - 1h20min30s