RESULTADOS

4ª Volta da Pampulha

Data: 10/11/2002

Percurso: 18 km

Local: Belo Horizonte - MG

Telefone: (11) 3763-4294

Site: www.voltadapampulha.com.br

Masculino
Feminino

VEJA COM FOI

O paranaense Vanderlei Cordeiro de Lima, campeão pan-americano da maratona, e a catarinense Márcia Narloch foram os vencedores da IV Volta Internacional da Pampulha, uma das principais provas do calendário nacional, disputada na manhã deste domingo em Belo Horizonte.

Vanderlei, recordista e primeiro campeão da disputa, completou os 17.850 metros em volta da bela Lagoa da Pampulha com o tempo de 53min10seg, mais de um minuto à frente do segundo colocado, o mineiro Paulo Alves dos Santos, 54min23seg. Márcia também venceu com folga, marcando o tempo de 1h02min28seg, seguida da paraibana Ednalva Lauriano da Silva, 1h03min43seg.

Os vencedores de 2001, a mineira Maria Zeferina Baldaia e o queniano David Cheruiyot, terminaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente.
Pela conquista, Vanderlei e Márcia receberam R$ 5 mil e um carro 0 Km modelo básico cada. Ao todo, seis mil atletas, sendo 5155 homens e 745 mulheres, disputaram a IV Volta Internacional da Pampulha, confirmando o crescimento e força da competição mineira.

Na véspera da prova, durante a entrevista com jornalistas, Vanderlei Cordeiro de Lima disse temer somente a si mesmo, não se importando com os adversários. A declaração, mesmo parecendo extremamente arrogante, acabou se confirmando durante a prova no domingo. Depois de um início calmo, mantendo-se no pelotão principal, Vanderlei assumiu a ponta por volta do quilômetro nove para praticamente correr sozinho rumo ao seu segundo título da Pampulha. A vantagem de mais de um minuto para o segundo colocado mostrou o bom momento que o atleta atravessa e que a confiança não é exagero.

"Eu disse que meu maior adversário seria eu mesmo e meus limites. Consegui fazer uma boa prova e vencer com vantagem. Isso foi o resultado de um trabalho sério que estamos realizando. Sem dúvida, eu estava melhor que na minha primeira vitória, em 99", explicou Vanderlei, que aproveitou a Volta a Pampulha como treinamento para a Maratona de Milão, no dia 1o. de dezembro.
O bicampeão disse ter sofrido apenas com a temperatura, que acabou afastando a chance de bater o seu próprio recorde da prova. "O mais difícil foi o calor, que provocou uma queda no meu rendimento no final. Corri para quebrar o recorde, mas o importante foi ter vencido bem. Aliás, continuo com sorte em Minas Gerais, pois venci as cinco provas que disputei aqui", declarou Vanderlei, que ainda não definiu se correrá a São Silvestre, no dia 31 de dezembro. "Tudo vai depender de como retornar da Itália. Não é minha prioridade este ano", concluiu

Outros destaques do masculino foram Paulo Alves dos Santos e José Teles de Souza, respectivamente segundo e terceiro colocados. Com um ritmo forte, eles conseguiram superar o bicampeão David Cheruiyot.

FINAL DE TEMPORADA COM CHAVE DE OURO

Uma das melhores corredoras do país, a catarinense Márcia Narloch fechou com chave de ouro a série de grandes provas em 2002. Com uma atuação perfeita, ela conseguiu o primeiro título da Volta Internacional da Pampulha, superando a grande favorita Maria Zeferina Baldaia. O resultado, segundo a atleta, aconteceu graças à preparação feita.

"Depois da Meia do Rio, passei a treinar somente para esta prova, pois já tinha definido que seria a minha última grande disputa do ano. Sabia que poderia vencer e dei o meu máximo durante todo o percurso. Conseguir um resultado desses enfrentando as melhores do país, fato que me deixa ainda mais feliz", disse.
Agora, Márcia vai participar apenas provas pequenas antes de um período de folga. Em 2003, ela quer buscar o índice para os Jogos Pan-Americanos e para os Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, ambas na maratona. "Essa é minha meta e vou atrás com o mesmo entusiasmo e determinação. Antes, porém, quero descansar um pouco, pois a temporada foi bastante dura",declarou.

Ednalva Lauriano, a Pretinha, também foi um dos destaques. Vencedora dos 10 Km do Brasil em 2002 e detentora do título de mais veloz do país, ela fez bonito na Pampulha, conseguindo um excelente segundo lugar, à frente de Maria Zeferina Baldaia. "Foi uma grande dia, pois consegui correr bem e supera grandes atletas", afirmou a atleta de 25 anos. Baldaia, por sua vez, disse ter sentido a falta de um melhor treinamento, motivada por uma contusão. "O tempo parada impediu uma boa preparação, o que acabou tirando minha confiança. Fiz o que dava e só tenho de dar os parabéns para a Márcia. Agora, vou voltar aos treinos visando a São Silvestre e o índice para o Pan", ressaltou.